As 10 (dez) escolas vencedoras receberão inteiramente grátis e instalado, um SISTEMA COMPLETO DE GERAÇÃO FOTOVOLTAICA – 2,5 kWp!

GRANDE GINCANA CULTURAL

XÔ DESPERDÍCIO!

PRIMEIRA TAREFA - PERÍODO: DE 12/06/2017 A 22/06/2017

Salesópolis

Em 1954, ano que São Paulo comemorou seu IV Centenário de fundação, organizou-se, uma expedição oficial em busca das nascentes do Rio Tietê.

Canoas partiram, subindo o rio que, naturalmente, tornava-se mais e mais estreito. A equipe já seguia, à pé, por dentro da fazenda do Sr.Joaquim Chaves, quando encontraram um conjunto de rochas de onde brotava um fio grosso de água: ali estava a nascente do mais famoso rio do Estado de São Paulo.

E não era pouca água não. Cerca de 3000 litros por hora. Para se ter uma idéia isso equivale a encher um balde grande em uns 15 segundos.

Hoje a região não é mais particular. Transformou-se num parque público que merece ser visitado. Na montagem fotográfica, a nascente do rio.

Salesópolis é uma palavra composta que quer dizer: Cidade de Sales. Foi uma homenagem ao Presidente da República, Dr. Manoel Ferraz de Campos Sales, quando da sua visita. Saiba mais em CURIOSIDADES

População total: 15.635

Área do município: 425 km²

Densidade demográfica: 36,78 habitantes por km²

No início, o povoado viveu das suas lavouras de café, milho, feijão e fumo. A plantação de tabaco foi a que mais se desenvolveu. Em 1909 a safra era comercializada em grandes centros como a cidade de São Paulo e Mogi das Cruzes.

 

Em 1912, a Companhia de Força e Luz Norte de São Paulo inaugurou uma das primeiras usinas do Estado de São Paulo permitindo assim que Salesópolis produzisse sua própria energia elétrica.

 

Em 1940, talvez em função da guerra mundial, houve o crescimento da industrialização do carvão vegetal. A economia melhorou mas a natureza é que pagou a conta: houve uma grande devastação das matas nativas.

 

Só em 1945 surge uma indústria de embalagens de madeira para garrafas e frutas que veio trazer empregos e um crescimento menos destrutivo do que a produção de carvão.

 

Em 1956, com a chegada dos imigrantes japoneses o município passa a integrar o chamado “Cinturão verde”, uma larga faixa de terra ao redor da cidade de São Paulo, destinada ao cultivo de hortaliças.

 

Hoje o turismo é importante fonte de recursos para a cidade.

História

O Município de Salesópolis, anteriormente denominado São José do Paraitinga, surgiu durante o período colonial, no cruzamento de duas rotas comerciais que ligavam São Paulo e Jacareí ao Litoral, situa-se no extremo leste da Região Metropolitana, e tem 98% de seu território protegido pela Lei dos Mananciais. Conhecido como “Berço do Tietê”, é o último reservatório de água próximo de São Paulo.

 

Turismo

A visita ao Parque das Nascentes do Rio Tietê, tombado pelo Patrimônio Histórico, é obrigatória.

Comentários

Estamos aguardando seus comentários. Participe! É super fácil.

Maria de Lourdes Costa Pereira (15/10/2014)

sou aluna do curso de Geografia da Faculdade UNIESP CENTRO NOVO SAO PAULO e gostaeia de saber mas, sobre o RIO TIETE .meus agradecimentos

matheus (09/10/2015)

adorei oje quando fui no caminhão

Deixe seu comentário:

Nome:
Idade:
E-mail:
Escola:
Mensagem:
EDP Bandeirante participa do Aniversário de Pindamonhangaba LEIA MAIS
Unidade Móvel da EDP participa da SIPATMA 2013 na Panasonic LEIA MAIS
Unidade Móvel de Ensino chega à Pindamonhangaba LEIA MAIS
EDP Bandeirante participa de evento em São José dos Campos LEIA MAIS
EDP Bandeirante conclui Cursos de Capacitação em Guarulhos LEIA MAIS
Projeto “Boa Energia nas Escolas” em Caçapava e Pindamonhangaba LEIA MAIS
EDP Bandeirante conclui Reuniões de Sensibilização em Pindamonhangaba LEIA MAIS
EDP Bandeirante realiza Cursos de Capacitação em Tremembé LEIA MAIS
Taubaté recebe o Projeto “Boa Energia nas Escolas” LEIA MAIS
Unidade Móvel de Ensino chega à Cachoeira Paulista LEIA MAIS