As 10 (dez) escolas vencedoras receberão inteiramente grátis e instalado, um SISTEMA COMPLETO DE GERAÇÃO FOTOVOLTAICA – 2,5 kWp!

GRANDE GINCANA CULTURAL

XÔ DESPERDÍCIO!

PRIMEIRA TAREFA - PERÍODO: DE 12/06/2017 A 22/06/2017

Santa Branca

Existe mais de uma, mas só esta é a padroeira do município.

O Imperador Romano Décio, esteve no poder por apenas dois anos: de 249 a 251. E nesse curto espaço de tempo, matou e torturou muito mais cristãos do que os seus antecessores. Na verdade, para alguns historiadores, ele é comparável ao terrível Nero.

Décio sempre foi um fanático pelos valores de Roma, e estava convencido de que aquela gentalha – os cristãos – eram os responsáveis por todos os problemas enfrentados pelo Império.

Por isso, saiu construindo templos para os deuses pagãos, derrubando igrejas e, principalmente, matando cristãos. Em especial os mais devotos.

Ao chegar em Cesaréa, na Palestina, soube de uma moça cristã, cujo nome em latim era Albina (Branca) que chamava atenção de todos pela intensidade de sua fé. Imediatamente Décio a convocou e exigiu que ela renunciasse ao cristianismo ou seria morta ali mesmo.

Para Branca, a morte nada significava, já que por sua crença esse era o caminho que a levaria ao reino de Deus. Assim, sem piscar, manteve sua fé.

O imperador, especialmente cruel, a manteve presa e sob tortura antes de mandá-la para a decapitação. Diz a história que seu corpo foi colocado numa barca e lançado ao mar, aportando tempos depois num lugar que apenas sabemos o nome em latim: Scauri.

No Brasil, a festa em honra de Santa Branca é em 26 de setembro, assim como na França, onde é muito cultuada. Existem outras santas com o nome de “Branca”,  mas aqui você conheceu a história de Albina, a mártir e virgem, morta no século III, e padroeira da cidade de “Santa Branca”.

A cidade homenageia Santa Branca, mártir cristã do século III. Veja mais aqui

População total: 13.763 hab.

Área: 272 km2

Densidade demográfica: 51 habitantes por km2

O forte do município é a pecuária, mas existe também atividade industrial que produz condutores elétricos e fogos de artifício.

História

José Joaquim Nogueira encheu o peito de coragem e foi conversar com o velho e poderoso chefe da grande família Brito de Godoy: o senhor Domingos. O assunto já era conhecido pelos dois. A terra boa, o clima agradável, o local estratégico, tudo naquela região tinha atraído uma boa quantidade de pessoas que buscavam ali mudar a sorte. Mas era um povo disperso, sem um centro que unisse toda comunidade. José Joaquim estava convencido de que havia chegado a hora de se construir uma capela e por isso decidiu pedir ajuda ao velho Domingos.

O patriarca dos Brito de Godoy doou um lote de terras e lembrou que sua família era devota de Santa Branca. José Joaquim entendeu o recado. Reuniu o dinheiro dos moradores e, no dia 22 de maio de 1832, conseguiu a autorização do Bispo para a construção da capela de Santa Branca, no local onde hoje está a Igreja Matriz. Nascia assim a cidade de Santa Branca.


 

Turismo

A cidade presépio
Na entrada da cidade lê-se “Santa Branca – Cidade Presépio” A razão para essa denominação está na região montanhosa onde se encontra o município que, para alguns, lembra o cenário da região onde nasceu Jesus.

 

Toca do Leitão
São 15000m2 de orla de uma represa no Rio Paraíba do Sul, onde se pode pescar,  praticar esportes aquáticos, passear de barco, visitar as ilhas e conhecer a fauna e a flora da região.


Cachoeira do Putim
No ribeirão de mesmo nome há uma queda d’água de aproximadamente 50 metros sobre laje de pedras, muito visitada, principalmente por jovens da região e cidades próximas. A cachoeira está numa propriedade particular, mas seu uso é público.


Ponte Metálica
Euclides da Cunha, o brilhante autor de “Os Sertões”, era também engenheiro e projetou várias pontes instaladas no interior, principalmente de São Paulo. Santa Branca ganhou uma delas, conhecida como Ponte Metálica. Foi construída em aço, no exterior, e montada em 1902 no bairro da Angola, a 4 km da Sede Municipal. Hoje, com mais de cem anos, foi substituída por uma moderna ponte de concreto, mas ainda serve de ponto turístico, e merecidamente suporta apenas peso de pedestres e pescadores.

Comentários

Estamos aguardando seus comentários. Participe! É super fácil.

celia lincoln (12/08/2014)

Gostaria de saber porque a cidade levou o nome de "Santa Branca?

Deixe seu comentário:

Nome:
Idade:
E-mail:
Escola:
Mensagem:
EDP Bandeirante participa do Aniversário de Pindamonhangaba LEIA MAIS
Unidade Móvel da EDP participa da SIPATMA 2013 na Panasonic LEIA MAIS
Unidade Móvel de Ensino chega à Pindamonhangaba LEIA MAIS
EDP Bandeirante participa de evento em São José dos Campos LEIA MAIS
EDP Bandeirante conclui Cursos de Capacitação em Guarulhos LEIA MAIS
Projeto “Boa Energia nas Escolas” em Caçapava e Pindamonhangaba LEIA MAIS
EDP Bandeirante conclui Reuniões de Sensibilização em Pindamonhangaba LEIA MAIS
EDP Bandeirante realiza Cursos de Capacitação em Tremembé LEIA MAIS
Taubaté recebe o Projeto “Boa Energia nas Escolas” LEIA MAIS
Unidade Móvel de Ensino chega à Cachoeira Paulista LEIA MAIS