As 10 escolas
vencedoras receberão
um SISTEMA
COMPLETO DE
GERAÇÃO
FOTOVOLTAICA
2,5 kwp1

GRANDE GINCANA CULTURAL

XÔ DESPERDÍCIO!

CLIQUE AQUI E SAIBA TUDO PARA SOBRE A TAREFA 1 - MAPA DA MINA!

Caro Professor Líder,

Aqui vai a Tarefa nº 1 para seus alunos:

MAPA DA MINA

(mapeamento energético)

Objetivo da tarefa

  • Mostrar que os aparelhos elétricos apresentam consumos diferentes e que isso está diretamente ligado à POTÊNCIA DE CONSUMO deles.
  • Ensinar que a quantidade de energia consumida está diretamente ligada ao
    TEMPO DE USO dos aparelhos.
  • Aprender a estimar qual será o consumo de um conjunto de aparelhos
  • Aprender a fazer escolhas entre a POTÊNCIA DE CONSUMO e o TEMPO DE USO e com isso otimizar o consumo de energia.
  • DICAS 1

    • Todo aparelho elétrico deve, por lei, informar a sua POTÊNCIA DE CONSUMO indicada em Watts (W).
    • Essa informação geralmente se encontra em uma etiqueta ou impressa em alguma parte do aparelho.
    • Kilowatt (kW) o mesmo que dizer 1000 W.
    • Kilowatt hora é a unidade de energia usada para se medir o consumo.
    • Não confunda Watt com Volt.
    etiqueta

    Exemplo de etiqueta encontrada em aparelho elétrico com destaque para a Potência de Consumo.

  • DICAS 2

    Faça uma tabela com cada tipo de
    equipamento elétrico: lâmpadas,
    chuveiro, etc.
    Marque na
    primeira coluna a
    quantidade de
    cada um dos
    equipamentos
    Na segunda
    coluna coloque a
    POTÊNCIA em
    Watts (W) do
    equipamento
    Anote também
    o tempo, em
    horas, que o
    aparelho é
    usado por dia

    1000

    Multiplique os números acima e divida o resultado por 1000 assim você
    terá quantos kWh são consumidos por dia

    x 30

    Agora é só multiplicar por 30 (dias) e você terá a estimativa de consumo
    mensal do local que escolheu para fazer o mapeamento
  • Como fazer para mandar os vídeos para o Youtube

    Como os vídeos geralmente são arquivos grandes, o melhor é você utilizar um
    serviço de remessa especializada nesse tipo de arquivo. Não se assuste é super
    simples! Clique aqui https://wetransfer.com e você será enviado para o site
    Wetransfer que tem esse jeitão aí embaixo.

    we transfer tutorial

    A foto de fundo muda muito, assim, se não for essa imagem que aparecer não se
    preocupe, clique onde está indicado. Ah! pode ser que a página do site apareça
    em inglês e você pode não ter familiaridade com esse idioma se esse é o seu caso
    clique no lugar indicado e mude para “Português”

    we transfer tutorial

    Em seguida o Wetransfer perguntará se você concorda com o uso de “cookies”
    clique em “CONCORDO” sem susto. Pronto agora está fácil!

    we transfer tutorial

    1. 1 - Clique aqui para escolher o arquivo que você quer mandar para o Youtube
    2. 2 - Escreva aqui o nosso email: gincana@boaenergia.com.br
    3. 3 - Escreva o seu email para receber um comprovante de envio.

    we transfer tutorial

    Pronto! Agora é só aguardar a transferência! Quando chegar a 100% (a velocidade
    varia com o tipo de conexão que você tem) relaxe que o seu filme já está conosco!
    Em pouquíssimo tempo ele estará disponível na página da Gincana Xô Desperdício!
    no Youtube! Aí é só sair caçando os “likes”! Boa Sorte!

A TAREFA Nº 1: MAPA DA MINA

  1. Documentação através de um vídeo da obtenção dos dados necessários à elaboração de um Mapeamento Energético de uma casa a ser escolhida pela turma. Podem ser utilizadas entrevistas, jogos, músicas, animações, e todas formas de expressão serão válidas desde que a mídia final seja um vídeo a ser publicado na página BOA ENERGIA GINCANA no Youtube
  2. O prazo final para entrega dos vídeos é até 07/07/2017
download regulamento
 Para baixar o regulamento PDF clique aqui

Aparecida

Em 1940 a Matriz de Aparecida já não tinha condições de acolher as multidões de romeiros que chegavam de todo o Brasil. Decidiu-se, então, construir uma nova igreja bem maior:
uma basílica, um santuário nacional.

“Basílica” vem do grego Basiliké que significa Casa Imperial . Os romanos construíram muitas basílicas que serviam para o uso público, como por exemplo, a instalação de tribunais, assembleias etc.. Esses grandes prédios geralmente possuem uma grande cúpula central, o que os torna ainda mais grandiosos. Associamos o nome basílica aos templos cristãos por causa do Imperador Constantino, que ao se converter ao cristianismo transformou muitas dessas construções de uso do estado em igrejas.

 

O projeto do novo templo, apoiado no desenho de uma cruz grega (com os quatro braços do mesmo tamanho), é obra do arquiteto Benedito Calixto de Jesus Neto (neto do pintor Benedito Calixto).

 

A Basílica de Nossa Senhora Aparecida é gigantesca (veja os números abaixo) – só perde para a de São Pedro em Roma – mas, mesmo assim, não sobra espaço, não! Em 12 de outubro o Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida (esse é o nome oficial consagrado pela CNBB* em 1984) recebe uma multidão que entope seus 23 mil m2. Mas não é para menos, afinal esse é o destino da grande maioria dos turistas no Brasil: a pequena Aparecida recebe por ano 12 milhões de visitantes, mais que o dobro do Rio de Janeiro!

 

*Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

 

Torre Brasília

100 metros de altura (dezoito andares com o mirante)

Cúpula central

70 metros de altura e 78 metros de diâmetro

Naves

40 metros de altura

Área construída

23.000 metros quadrados

Área coberta

18.000 metros quadrados

Volume de concreto usado

40.000 metros cúbicos

Quantidade de tijolos usados

25.000.000

Capacidade de acolhimento no interior da basílica

45.000 pessoas

Área do estacionamento

272.000 metros quadrados

 

O nome de Aparecida está, claro, ligado ao aparecimento da santa nas águas do rio Paraíba. Mas porque algumas pessoas conhecem a cidade pelo nome de Aparecida do Norte? Vá em Curiosidades e saiba porque.

População total: 35.007

Área em  km2: 121,076 km2

Densidade demográfica: 289 hab/km2

Praticamente toda atividade econômica de Aparecida gira ao redor do turismo religioso. São cerca de 12 milhões de visitantes que chegam na cidade anualmente, o que torna o município o maior centro turístico do país.

História

O Conde de Assumar, novo governador da Capitania de São Paulo e Minas do Ouro, estava a caminho. Era o ano de 1717 e a cidade de Guaratinguetá seguia agitadíssima com os preparativos para aquela visita tão importante. Claro que uma das grandes preocupações dos políticos locais era que refeição servir a um nobre da metrópole, o novo Governador da Capitania. Alguém lembrou dos excelentes peixes do Rio Paraíba. Ótima idéia. Sobrou para os pescadores Domingos Garcia, Felipe Pedroso e João Alves, trazer o pescado para aquele povo todo.

 

O rio era bom de peixe, principalmente ali pertinho, no porto de Itaguaçu (Pedra Grande), mas garantir o jantar para tanta gente ia ser bem difícil.

 

E assim foi, joga rede aqui, joga ali, mais para lá, e nada. Só umas tranqueirinhas que não davam nem para uma fritada. Quando os três pescadores já estavam quase desistindo, veio na rede o corpo de uma santinha de barro, toda pretinha do lodo do rio. Por respeito, ou mera curiosidade, guardaram a peça no barco e bateram a rede novamente. Pois não é que na outra puxada veio a cabeça da santa! Claro que eram homens de fé, e logo juntaram, com todo jeito, a cabeça ao corpo. O ajuste era perfeito. Provavelmente fizeram o sinal da cruz e voltaram ao trabalho. E que trabalho! Daquele momento em diante as redes vieram cheias de peixe! Para eles era o milagre que estavam esperando. O almoço do Conde e sua cupinchada estava, finalmente, garantido.

 

Pedroso foi o pescador encarregado de cuidar da estátua Aparecida no rio. Ele e sua família fizeram um altarzinho em casa, que em pouco tempo tornou-se um centro de oração para todo o povo da redondeza. Depois de 15 anos já não havia como atender a toda aquela gente que vinha conhecer a Nossa Senhora Aparecida, e o vigário de Guaratinguetá mandou construir uma capela no alto do Morro dos Coqueiros. Um século depois a igrejinha tinha virado Matriz com um povoado ao redor, que em 1928 foi reconhecido como município independente de Guaratinguetá.

 

Mas as coisas não pararam por aí. Em 1955 a velha Matriz já não comportava a massa de romeiros que chegava de todo canto. Nasceu assim a ambiciosa ideia de se construir o maior santuário católico do mundo fora do Vaticano (veja Curiosidades). E assim foi: em 4 de julho de 1980 o papa João Paulo II, em visita ao Brasil, consagrou o templo gigantesco construído para abrigar a fé de milhões de católicos do Brasil de do mundo.

 

Turismo

Basílica Velha

Igreja construída entre 1834 e 1888, no mesmo local onde havia a capela fundada no século XVIII e centro formador da cidade.  

 

Porto Itaguaçu

É o porto que fica próximo ao local onde a imagem da santa foi encontrada.

 

 Santuário Nacional de Nossa Senhora de Aparecida (Basílica Nova)

Além da basílica o complexo do Santuário conta com um grande centro comercial, auditório, parque de diversões e amplo estacionamento.

 

Passarela da Fé

Inaugurada em 1972, liga a Basílica Velha à Basílica Nova. Com um comprimento de 389m e largura de 5,85m, ergue-se em alguns pontos a mais de 35 metros de altura. De lá pode-se ter uma ótima visão panorâmica do santuário.

Comentários

Estamos aguardando seus comentários. Participe! É super fácil.

BENEDITO CALIXTO DE JESUS (14/01/2017)

so netto do Ilustre arquiteto b.calixto de jesus netto. projeto magnifico.

Deixe seu comentário:

Nome:
Idade:
E-mail:
Escola:
Mensagem:
EDP Bandeirante participa do Aniversário de Pindamonhangaba LEIA MAIS
Unidade Móvel da EDP participa da SIPATMA 2013 na Panasonic LEIA MAIS
Unidade Móvel de Ensino chega à Pindamonhangaba LEIA MAIS
EDP Bandeirante participa de evento em São José dos Campos LEIA MAIS
EDP Bandeirante conclui Cursos de Capacitação em Guarulhos LEIA MAIS
Projeto “Boa Energia nas Escolas” em Caçapava e Pindamonhangaba LEIA MAIS
EDP Bandeirante conclui Reuniões de Sensibilização em Pindamonhangaba LEIA MAIS
EDP Bandeirante realiza Cursos de Capacitação em Tremembé LEIA MAIS
Taubaté recebe o Projeto “Boa Energia nas Escolas” LEIA MAIS
Unidade Móvel de Ensino chega à Cachoeira Paulista LEIA MAIS